Cresce o número de pessoas que ficam dependentes de telefone celular

O número de usuários da telefonia celular vem crescendo assustadoramente no mundo. Segundo uma pesquisa recente da União Internacional de Telecomunicações (UTI), o número de aparelhos em todo o mundo pode chegar a 4 bilhões até o final de 2008. Cresce rapidamente também o número de pessoas que ficam dependentes desse aparelho e de outras tecnologias.

Pesquisadores britânicos criaram o termo ‘nomofobia’ para designar a pessoa que sofre dessa dependência. palavra resulta da aglutinação dos termos ‘nomo’, abreviação inglesa de ‘no mobile’ (sem celular, seria a tradução no português do Brasil) e ‘fobia’, originário do grego, transliterado para designar medo ou temor.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto YouGov, concluiu que cerca de 53% dos usuários de telefone celular no Reino Unido sofrem de nomofobia. A pesquisa ainda revela que a doença afeta mais os homens (58%) do que as mulheres (48%). Das 2.163 pessoas entrevistadas pelo Instituto, 20% disseram não desligar o celular em nenhuma ocasião, 10% declararam ser o trabalho o motivo para estarem sempre acessíveis ao telefone.

Uma outra pesquisa, do instituto IDEC, revelou que 38% ( de um total de 2367 pessoas) dos entrevistados escolheriam o celular em vez de carteira, laptop ou tocador de música (MP3), se tivessem de sair de casa por 24 horas e pudessem levar consigo apenas um objeto.

Em outra pesquisa, feita pela consultoria ‘Solutions Research Group’, dos EUA, com uma amostra de 5 mil pessoas de 12 a 50 anos, concluiu que 68% dos entrevistados revelam algum tipo de ansiedade quando estão distantes do celular. Outras expressões que foram usadas para descrever o estado emocional dessas pessoas na ausência do celular são: pânico, tensão, vazio e perda de liberdade.

Leia mais em www.brasilwiki.com.br